Image Map

S O B R E

Olá. Chamo-me Mário Teixeira e sou arquiteto. O fascínio pelas inúmeras formas de expressão artísticas são o ponto de partida para a criação deste blog. É através destas páginas que vos proponho uma viagem pelo mundo das artes, com especial destaque para arquitetura portuguesa. Enjoy!

Portefólio

C O N T A C T O

Se quiserem falar comigo, partilhar trabalhos, parcerias, sugestões, reclamações, ou outra coisa qualquer... o caminho é por aqui:

formascriticas@gmail.com


F O L L O W

facebook
Instagram
Pinterest


P A R C E I R O



Image Map

  • → Dermatology Clinic por Atelier Central Arquitectos. ©FG+SG

    Arquitetura de interiores, ao contrário de que muitos pensam, é uma das vertentes mais complexas e exigentes da nossa profissão, por isso, quando vi este projecto no facebook do Atelier Central, fiquei bastante surpreendido, quer pelo bom gosto, quer pela aparente qualidade do espaço.

    Gosto do contraste e da plasticidade do materiais, gosto da composição dos diferentes espaços e claro, a caixa de escadas, o elemento chave neste projecto, é muito interessante e imprime uma nova dimensão ao espaço, enaltecendo-o.

    Mais imagens aqui. Take a look

  • → Casa da Severa por José Adrião Arquitectos. ©Hugo Santos Silva

    Este projeto, assinado pelo arquiteto José Adrião, é um óptimo exemplo de como recuperar uma casa vulgar, implantada na intricada malha urbana do conhecido bairro da Mouraria, em Lisboa, e torná-la num “produto” agradável, útil e repleto de lindíssimos pormenores, como por exemplo: a caixa de escadas encarnada, o enorme vão virado para a pequena praça da Severa, repetidamente exposto acima nas imagens, ou até mesmo, o pavimento cerâmico. 

    Antes de terminar, não posso deixar de mostrar o meu profundo agrado pelo trabalho do fotógrafo - Hugo Santos Silva. As imagens estão muito bonitas, a luz está excelente e os enquadramentos parecem perfeitos. Well done!

    Abaixo um excerto da memória descritiva:

    The proposal has as its goal the transformation of a housing unit located at Largo da Severa, Mouraria distric, Lisbon, into a cultural equipment called Casa da Severa. Casa da Severa features a café/restaurant that can be accessed directly from the square by a staircase, which acts as a continuation of the public space. One of the walls of its interior is prepared for video projection. The ground-floor is where technical areas are located, kitchen, lavatory and storage. On warm days, fado can be sung on the upper outdoor landing, transforming it into a stage that opens towards the square and into the city." (via)

  • → River Champagne Bar por Michael Oliveira & Pedro Manuel Araújo

    O Michael Oliveira e o Pedro Manuel Araújo, por sinal meus “amigos”, são também, dois jovens promissores arquitetos que recentemente ganharam um concurso internacional de ideias, promovido pelo conceituado site AC-CA, para o River Champagne Bar, em Paris.

    Escusado será dizer que achei a ideia muito interessante e que as simulações virtuais e a axonometria… estão um luxo. Well done!

    Abaixo a memória descritiva:

    "The proposed building for The River Champagne Bar is intended to suggest an approach that endorses continuity offering acts of cultural and geographical recombination. The Building is an elegant contemporary response to Paris urban setting and natural entourage set in between formality and informality. Formally, the design highlights Paris classical Beaux-Arts palaces, and informally, it draws the lightest of breezes dancing through the river. Paris owes its motto to the Seine, and in a way, the Seine tells the story of Paris. It begins as a whisper, a promise, in which the breeze became a wind following the Seine through the heart of Paris.

    Throughout the arch of the bridges you’ll catch sight of the new building, people animating the space over the levels, like the Louvre playing hide and seek with the monuments of the city.  The approach of the project is a compact volume, which limits its contour impact to take full advantage of solar and local wind as it is, reducing the functional areas in order to enhance the fruition of space. The structure combines the use of forms and spaces that constitute an idea of historical sensitivity and awareness with contemporary technology by employing arches as beams, shapes as materials, touch, light, and sounds, both emotive and selective for a comfortable and pleasant atmosphere totally integrated in its environment and to the idea of what could be a champagne bar. The curving perimeter geometry created clearly acts on its relation to the smoothness silhouette of the tangent trees existing on the plot. The building is not however limited to its shape but also defines a number of ways to relax or appreciate the buzz of activity along the levels. Primarly, access is achieved trough the ground floor, by a spiral stair and an elevator situated under the golden brass arch base along the quayside, which on a sunny day you can catch the southern exposure on a walk around and underneath it, or sitting above the water-stairs connected to the river, appearing as a type of mirror in which the building finds its own reflection. Aboard the continuous terrace, you get full contact to Seine’s scenario, standing briskly, sauntering lazily, At the main bar seating room, on the ethereal cleared foggy glass volume, you can chill or dance, exploring an area between two levels, taking a champagne cup looming up to the sound of a musician playing a violin and, in the distance, looking out and enjoy the view. As such, Le Palais du Champagne appears in the most powerful expression as the affirmation of an Informal Classicism.”

    Vejam aqui as 10 propostas distinguidas pelo júri. Enjoy

  • → Vidago Palace Hotel por Siza Vieira. ©Architecture Video

    Numa semana marcada pela incerteza dos arquivos do Siza Vieira, leiam sobre a polémica aqui, nada melhor do que partilhar com vocês mais uma excelente intervenção deste arquiteto, o Palace Vidago Hotel.

    O projecto original de 1910, foi desenhado pelo arquiteto José Ferreira da Costa, no entanto, com o objectivo de o adaptar aos “tempos de agora” o arquiteto Siza Vieira reabilitou-o e ainda, desenhou uma série de volumes perfeitamente enquadrados com este centenário edifício.

    Curiosos? Cliquem no play e desfrutem de mais um interessante vídeo produzido pela Architecture Video. Enjoy

  • → House of the Infinite por Alberto Campo Baeza. ©Javier Callejas

    Esta habitação em Cádiz, Espanha, desenhada pelo arquiteto espanhol Alberto Campo Baeza, é surreal… Em primeiro lugar, porque está inserida num cenário fantástico. Quem não gostaria de ter uma casa em frente ao mar, mesmo em cima da areia? Pois.

    Em segundo lugar, porque tudo parece perfeito! Acompanhem o meu raciocínio. O desenho minimalista, a piscina na cobertura, a mármore que reveste todo o volume, as caixilharias invisíveis, as pequenas clarabóias que iluminam o interior e as plantas de desenho ortogonal, que podem ser vistas aqui, são alguns dos pormenores que me chamaram a atenção e que com certeza farão deste volume, um clássico da arquitetura contemporânea. 

    Ah..! E o pórtico da entrada? Viram? Enfim… são tantos details que o melhor é mesmo fazer um clique aqui e ficarem a conhecer tudo ao pormenor. Take a look!

  • → Gonçalo Byrne - What´s a good student? ©hugopeepbox

    Mais um interessante vídeo produzido pelo Hugo Oliveira, do blog - Hugo´s Peep Box. A pergunta mantém-se… mas, o entrevistado mudou! Curiosos para saberem a opinião do conhecido arquiteto Gonçalo Byrne, sobre o que é um bom estudante de arquitetura?

    Cliquem no play

  • → Casa Roduit por Savioz Fabrizzi Architectes. ©Thomas Jantscher

    O projecto original é de 1987, mas, foi precisamente em 2005, ano da conclusão da reabilitação, projectada pelo atelier suíço Savioz Fabrizzi, que esta casa rural, em Chamoson, Suíça, ganhou esta interessante roupagem.

    No exterior, o betão contrasta com a pedra existente e as caixilharias de linhagem contemporânea, rematam na perfeição o ar bruto e tosco desta pequena habitação. No interior o bom gosto permanece! O cinza, proveniente do betão e do cimento, invade todos os compartimentos e só  em raras excepções, é interrompido pelo amarelo torrado, cor resultante  dos armários e do balcão da cozinha.

    Em jeito de conclusão, tenho de chamar a vossa atenção para a porta de correr da casa de banho, em vidro fosco, que pode ser vista na última imagem. Um pormenor simples… que faz toda a diferença quando falamos em espaços pequenos. Take a look!   

  • → Casa Varatojo por Atelier DATA. ©Richard John Seymour

    Lindíssimos interiores da Casa Varatojo, em Torres Vedras, desenhada pelo gabinete lisboeta - Atelier DATA. O projecto completo pode ser visto aqui

  • →  LACMA por Peter Zumthor. 

    Acima, maqueta de apresentação da proposta do “novo” Los Angeles Museum Art, desenhado pelo arquiteto suíço - Peter Zumthor, em Los Angeles. Mais informações aqui. Take a look

    "The new design still features the sinuous glass and grey concrete slab raised a full story off the ground, but under the new proposal part of the museum would bridge Wilshire Boulevard to touch down on what is currently a car park opposite." (via)

  • → Casa Quinta dos Floreadores por Arquitetos Matos. ©Luis Oliveira Santos

    Como podem observar pelas imagens, a antiga capela de Santo Varão, em Montemor-o-velho, deu lugar a uma elegante reabilitação projectada pelo atelier - Arquitetos Matos. 

    O volume branco em destaque nas imagens, os vãos de traço contemporâneo, a presença de materiais nobres, como por exemplo: mármore, entre outros pormenores, fundem-se na perfeição com a pré-existencia e formam um “bolo”, que por sinal parece-me ser bastante apetitoso. 

    Esta habitação uni-familiar, a Casa Torrão do Lameiro e ainda e a Casa Mosteirô são apenas alguns dos inúmeros projectos, que catapultaram este atelier para o conhecido - Architects Directory 2014, da revista Wallpaper, onde segundo esta edição se encontra os 20 jovens gabinetes de arquitetura mais talentosos e criativos de 2014. Well done

  • → Caixa guarda-jóias por João Mendes Ribeiro. ©João Mendes Ribeiro

    A adorar esta lindíssima caixa guarda-jóias, em madeira de pau-santo no exterior e pau-cetim no interior, desenhada em 2013, pelo arquiteto João Mendes Ribeiro.

    O interior da caixa, faz-me lembrar os alçados das Residências em Alcácer do Sal dos Aires Mateus e isso, agrada-me muito. Enjoy

  • → Sede do Parque Natural do Fogo por OTO Arquitectos. ©FG+SG

    É dentro de uma cratera de um vulcão instinto, na ilha do Fogo, em Cabo Verde, a cerca de 1800 metros de altitude, que o atelier português - OTO Arquitectos desenhou aquela que será a nova sede do Parque Natural do Fogo. 

    Este intrincado volume preto, um género de labirinto, construído com materiais da região pelas mãos dos próprios habitantes, é composto por um vasto programa que agrupa no mesmo espaço, áreas de lazer e cultura e ainda, áreas técnicas e de gestão.

    Perfeitamente inserido com a envolvente, este fotogénico projecto, composto por excelentes pormenores, tem como objectivo consolidar a identificação desta área protegida, a conciliação da povoação com a nova gestão do parque e claro, potenciar a candidatura desta área a património mundial.

    As imagens, captadas pelo fotógrafo Fernando Guerra, revelam-nos um projeto único que será sem dúvida alguma muito publicado e premiado, quer pelas técnicas, pelos objectivos como pelo excelente trabalho dos seus autores. Well done!  

  • → Prémio OA: Estágios em Portugal e no Mundo.

    Excelente iniciativa promovida pela Ordem dos Arquitetos a pensar nos estagiários e nas suas primeiras experiências no exercício da profissão.

    É numa “tentativa de aproximar a Ordem dos Arquitectos dos novos membros, bem como conhecer as suas expectativas”, que surge o Prémio “Estágios em Portugal e no Mundo” — uma “espécie de mobilização” que pretende tornar este período “menos burocrático” e ao mesmo tempo “mais criativo”, 

    A decorrer até 15 de Outubro, o Prémio quer distinguir as melhores histórias durante o período de estágio. (via)

    Interessados? Mais informações aqui

  • → Vitra Promenade por Siza Vieira. ©Julien Ldanoo 

    O nosso Siza Vieira, que completou 81 primaveras na última quarta-feira,  não pára de nos surpreender… Desta vez, o arquiteto português desenhou o passeio público que “conecta” a fábrica da Vitra, desenhada pelo próprio em 1994 com a VitraHaus do Herzog & de Meuron e ainda, com a fire-station da Zaha Hadid.

    O passeio em alcatrão é composto por vários “episódios”, ora desenhados pelo próprio Siza, como podem observar nas imagens acima, ou por peças de outros autores, como por exemplo a conhecida Vitra Slide Tower do artista Belga - Carsten Höller.  

    Mais informações aqui. Take a look